27 de mai de 2010

Consumo consciente para moda consciente

Ser preocupado com o ambiente já está se tornando um requisito básico para as empresas de moda. E o consumidor consciente cada vez cobra mais das empresas esta responsabilidade.
A mentalidade para a sustentabilidade socioambienta está ligada desde fornecedores que tem responsabilidade ambiental e social, equipamentos processos e produtos utilizados na confecção dos produtos e a forma de comércio.
Apresentamos algumas  idéias interessantes para quem procura alternativas sustentáveis, confira.

Estes
 brincos, por exemplo, são produzidos a partir de embalagens de CD reutilizadas. São cortados, gravados e finalmente complementados pela corrente de prata.


 

Já a
 jaqueta cropped com ombros proeminentes é feita em fita de vídeo reaproveitada. Desenhado por Kai Yau Yeung, estudante da London College of Fashion, a “tecelagem” imita a frequência de ondas de uma música, fazendo com que as pregas variem de tamanho e altura.

Se a onda é reaproveitar, a ideia pode servir para construir e também desconstruir itens. A empresa norte-americana Smart Monkeycomercializa fios de lã e outras fibras a partir da desconstrução de blusões. Antes de serem desmanchados, os itens são comprados em brechós, lavados e tingidos com corantes naturais. A mercadoria vem junto com uma tag que mostra como era a blusa antes do processo.



Uma empresa do Chile criou abotas da designer Camila Labra são feitas com sacolas plásticas recicladas. São confeccionadas através de fusão dos sacos com calor, que gera um material mais espesso e resistente.

No Japão temos uma linha de bolsas feitas a partir de câmeras de ar dos pneus.


Sabemos que às vezes adotar estilos mais ecologicamente corretos exigem uma postura diferenciada na ora de usar. Entretanto, podemos começar pois coisas básicas. Procure saber das lojas e marcas que você compra se elas desenvolvem ações sociais e ambientais de forma correta. Só de fazer estas perguntas, os empresários começaram a verificar que seu público está cobrando uma postura mais ética e sustentável para o nosso planeta. Afinal, podemos agir localmente e pensar globalmente.



Nenhum comentário: