16 de mar de 2011

O estilo de roupa certo para o ambiente de trabalho


Dizem que os 30 primeiros segundos que você se apresenta a uma pessoa são os marcam. A imagem que você adota também define seu comportamento e a resposta das pessoas às suas atitudes. Todo trabalho requer certa postura e isso se reflete na roupa, lembrando que no ambiente profissional o que mais tem que aparecer é o trabalho e não o look da profissional.

A escala de formalidade é composta pelos tipos formal, semi-formal, casual ou esportivo. Cada tipo tem seu código de vestir (dresscode).

Por exemplo, quem trabalha em mercado financeiro, no poder judiciário e afins, pede um estilo mais formal, com o uso de tailleur, terninho ou vestido com blazer que combina. A saia não pode ser muito justa e deve ter comprimento na altura do joelho. Pode-se optar por um estilo mais romântico, conjugando blusas de laçada ou babados. O sapato é sempre de salto alto. O preto é a tonalidade dominante. Quanto aos acessórios, estes devem ser discretos. Mas se quiser ousar opte por uma única peça mais, para não desviar as atenções. Esse dresscode torna-se muitas vezes repetitivo no dia-a-dia.
Estilo de roupa para trabalho mais formal
O dresscode semi-formal é usado em ambientes como de empresas multinacionais e escritórios que lidam com clientes corporativos, estendendo-se hoje também para a área do direito (temos visto as audiências com roupas mais informais). É um estilo mais atemporal. Neste ambiente profissional é prudente que a mulher tenha uma terceira peça mão que vai acrescentar um ar de formalidade, como um blazer, jaqueta, cardigan ou bolero, que transmite uma ideia de profissionalismo e ao mesmo tempo de classe.

As cores são sóbrias como o preto, o cinza, o bege ou o branco. Mas pode fugir e experimentar outras cores neutras e chiques tipo pele, camelo, gelo, vinho, petróleo. Se quiser mais sofisticação use no máximo três cores, sendo uma dessas cores mais viva e as outras, de preferência, mais neutras. Podem ser utilizados tecidos fluidos. Sapatos estilo mocassins, sapatilhas ou saltos pouco acentuados são os mais indicados. Os acessórios surgem são igualmente discretos. 
Estilo de roupa semi informal

O dresscode casual no trabalho pede uma camisa com calça ou saia, um vestido chemisier. Este é um estilo mais trendy, que segue as tendências da moda e busca conjugação na mistura de peças mais formais com outras mais fashion, já que é um estilo atento às últimas tendências.

Pode acrescentar acessórios que deixem o look mais interessante, como colares mais pesados, broche preso na lapela, um cinto fininho acinturando o paletó ou blazer mais solto, pulseiras que não façam barulho (pois distrai seu parceiro de trabalho).

Estilo casual de roupa para trabalhar
 O dresscode esportivo é o mais informal de todos e indicado para aquelas profissionais que trabalham em agências, lojas, em áreas que envolvem criatividade. Requer conforto e praticidade, entretanto é bom ter em mente qual o tipo de clientela vai ser atendida para não chocar.

Quanto mais cores look tiver, mais informal ele fica. Neste estilo, o uso do jeans é liberado, pelo menos tecnicamente, já que o corte e a modelagem vão determinar se pode ou não ser usado no seu trabalho. O jeans do trabalho é diferente do jeans de fim de semana!

Quanto ao uso das cores e estampas
Procure usar no máximo três cores por look. Deixe as cores vivas por conta dos acessórios, na roupa use cores neutras.

O uso de estampas ou de tecidos com textura deixa a roupa mais informal.

Quanto ao número de peças
Uma terceira peça na composição do look deixa-o mais elegante. Pode ser um colete, uma jaqueta, um bolero, um lenço ou cachecol. No calor use uma versão mais leve e transparente ou então um acessório que destaque mais como um cinto largo, uma faixa ou um colar mais encorpado.

Quanto ao caimento da roupa
Roupa apertada nem pensar. Além de desconfortável no dia-a-dia do trabalho, é inadequado desfilar sensualidade num local onde o que deve prevalecer é nossa capacidade de agir e pensar. Além disso, são poucas que não estão sem nenhuma gordurinha sobrando! É horrível ver um pessoa sentada na frente do computador e com uma banha despencando por cima do cós da calça.

Quanto à qualidade
Nem toda roupa cara é de qualidade. São nos pequenos detalhes que observamos o acabamento. Por exemplo, quando for usar listras ou xadrez verifique se bolsos, golas ou o próprio corte apresentam simetria. Às vezes, um lado da blusa tem uma disposição diferente da estampa em relação ao do outro lado. Ou as linhas não são contínuas, principalmente nas laterais da costura.

Gostou? Aguardem o próximo post!! Ainda escreveremos sobre roupas no trabalho.


 *Imagens retiradas do http://www.net-a-porter.com/