8 de abr de 2010

La Estampa divulga seu verão 2010/11

Para criar sua coleção de tecidos para o verão 2010/11, a equipe de estilo da”La Estampa” se baseou em 4 temas. Entenda cada um a seguir e ao final, veja um vídeo de inspiração.

-“Origens” tem como principais características os elementos primitivos, as texturas, os motivos tribais e étnicos. Remete à cultura genuína, ao bruto e rudimentar, com cores puras, madeira, água, fogo, terra e ar.

- No tema “Natureza”, predominam as referências tropicais e primaveris, com aspectos aquarelados, flores, frutas, folhagens, plumagens e peles. As inspirações se baseiam em imagens de jardins, folhagens, grama e borboletas.

- “Futuro do Presente” traz luz, transparências, brilho velado, furta-cor, translúcidos, sobreposições, efeito espelhado, entre outros. Elementos como projeções, espelhos, transparências, acrílico, formas geométricas, neon, degradê e laminados servem de inspiração.

- O último conceito é “Alegria”, que remete à felicidade geral. Otimismo, irreverência, explosão de cor, pop, jovem e diversão, assim se caracteriza o tema. Entre os elementos que basearam a coleção estão lego, bola de gude, frutas, toy art, grafite, balão, arco-íris, chiclete, balas e tabuleiros.

Os temas propostos pela La Estampa vão ao encontro das megatendências.

É preciso ter cuidado em usar as estampas propostas de acordo com o seu biotipo e perfil psicológico.

Quem tem tipo físico com proporções maiores, pode escolher estampas maiores. As de estatura/estrutura média pedem estampa média e quem é mignon pode ficar feliz usando estampas pequenas.
Temos que considerar também o espaçamento entre os desenhos da estampa, bem como o contraste das cores entre eles.
E aí a gente pensa no que é mais impactante na própria aparência (tamanho ou personalidade!) pra então fazer as escolhas certas.
Pessoas de menor estatura, mas com um personalidade forte, não se sentem bem com estampas miúdas – que tem conotação delicada, feminina, lúdica. É o caso de ir atrás de estampas maiores, mas não tão espaçadas. Por outro lado, tem pessoas com estrutura fica maior (e não quer dizer que são só as gordinhas, mas tipos físicos com estrutura óssea grande) que tem personalidade doce, calma – estampas grandes talvez não sejam as melhores escolhas, mas mesmo pequenas elas podem ser espaçadas, os desenhos podem estar dispostos bem longe uns dos outros.
Estampa espaçada, mesmo pequena, tem efeito “alargador” mais potente do que estampa grande. O interessante é que sejam usadas em peças isoladas do look. Já a estampa mais juntinha tem efeito de minimizar o visual.
E aí o contraste pode ser coordenado e também pode amenizar efeitos de grande e pequeno em quaisquer estampas. Estampa grande e espaçada, mas com pouco contraste entre desenhos e fundo, acaba tendo efeito alargador minimizado!
Quem é grande e quer usar estampa grandona pode escolher menos contraste e pronto, tudo equilibrado. Ou o contrário: estampa pequena com muito contraste ajuda do mesmo jeito quem é grande.
O caminho inverso destas orientações vale pra quem é pequena!
Então, é escolher tipos de estampas adequadas para pedaços da silhueta que a gente quer diminuir ou aumentar, tudo pra equilibrar a aparência inteira.
Abaixo vai um vídeo que mostra as tendências de estampas.

Nenhum comentário: