27 de fev de 2010

Cutículas e cores

Moda e beleza andam de mãos dadas. Por conta disso, além dos cuidados com as mãos e unhas, sempre é bom deixar em evidência as cores do momento.

Os materiais de trabalho

Antes de marcar sua sessão, é importante visitar o local e conhecer a rotina adotada pela manicure. Para evitar a transmissão de doenças, é preciso que o salão realize um minucioso processo de higienização e esterilização dos materiais utilizados. Ao analisar o ambiente, repare se somente os objetos de metal, que podem ser esterilizados, são compartilhados. As lixas e os palitos de madeira devem ser individuais e descartáveis.

As profissionais do local devem esterilizar bem o material de trabalho que são metálicos, como alicates, espátulas e outros acessórios na autoclave e usar kit descartável (luva com creme emoliente, lixa e palito), de acordo com as recomendações da ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária. A cliente, se preferir, pode levar seu material de uso pessoal.

Muitos salões usam estufa para esterilizar, mas o tempo que os materiais devem ficar a 170º C, por 2 horas (no mínimo 1 hora) com a porta fechada pois cada vez que abre interrompe o processo de esterilização e aí não ocorre a morte de bactérias e vírus. O que se observa em muitos salões é que a estufa é aberta a todo momento para colocar e retirar os materiais.

Cutículas

As cutículas devem ser retiradas as mais inteiras possíveis, pois quando a manicure “picota”, ela deixa pelezinhas levantadas, comprometendo o aspecto estético do trabalho além de propiciar ferimentos futuros. Com relação às unhas, o ideal é que elas sejam lixadas sempre retas, sem cortar os cantos, para não encravarem.

As brasileiras consideram que a unha fica muito mais bonita com a cutícula retirada, apesar de existirem mulheres que preferem não tirar, para que a pele da cutícula não engrosse. Mas, é importante alertar que a cutícula é uma proteção natural da cutícula e evita contaminações. Os dermatologistas são contra a retirada de cutícula, um hábito muito antigo entre as brasileiras.

Uma dica para não retirar a cutícula, além do necessário para a limpeza e embelezamento, é o de mantê-la sempre hidratada, para evitar o ressecamento, o que leva ao engrossamento das mesmas e também ao levantamento das "pelezinhas" indesejáveis.

Esmaltes e cores

Primeiramente, deve-se ficar atenta ao risco de alergias ao esmalte. Muitas profissionais apresentam lançamentos, mas não questionam a possibilidade de reações alérgicas. As cores que prometem reinar sobre as mãos femininas são os vermelhos abertos e vibrantes. Os tons alaranjados e cítricos também estão conquistando espaço na palheta de cores e já são muito populares entre as mulheres. Quem faz o estilo mais discreto, pode optar por tonalidades transparentes ou cremosas.

De um modo geral, a moda está mais clean. No entanto, há mulheres que preferem uma moda mais clássica e discreta com unha de uma cor só, mesmo vibrantes, ou com francesinha branca. E há as que são mais arrojadas, que se rendem às unhas decoradas com pedrinhas, duas cores, com brilho, e acabam fazendo bastante sucesso

Para manter a durabilidade do esmalte, é importante que a unha fique bem cuticulada, sem agredir a região. Não se pode forçar o alicate na pele ou mesmo a espátula, que empurra a cutícula. Uma ação mais forte também pode induzir ao levantamento de pequenas peles e deixar as unhas quebradiças.

Hidratar as mãos e as unhas com produtos específicos, escolher um esmalte de boa qualidade e finalizar com uma camada de extra brilho, para realçar a cor escolhida são cuidados que oferecem maior durabilidade ao esmalte.

Para manter as unhas fortes e bonitas mesmo com o sol, praia e o cloro da piscina, sempre que possível, retirar o esmalte um dia antes de ir à manicure, porque assim a unha “respira” um pouco. A troca de esmalte constante faz com que a unha resseque e desidrate. Por isso, o ideal é hidratar diariamente as mãos e as cutículas com cosméticos que contenham substâncias umectantes em sua formulação.

Nenhum comentário: